Ser MecânicoSer Mecânico: A mão-de-obra

quarta-feira, 22 de junho de 2011

A mão-de-obra


Tenho uma clientela, muito seleta e distinta. É toda uma relação de confiança construída ao longo de muitos anos com empenho e amor. Meus clientes sabem o que podem exigir de mim, e eu sei o que posso esperar de cada um deles.
Certa vez um tranzeunte, que não era meu cliente, veio aparentemente sem muita coisa pra fazer de melhor, me questionar sobre o preço da minha mão-de-obra. Eu, sem fazer muita questão, disse a ele que tinha meus motivos para formar meu preço, e se ele estivesse incomodado com isso, não faltavam opções a ele caso precisasse de algum serviço.
Crédito da Imagem: Affinia

Crédito da imagem: Dicas Network
Não sei se para me testar, mas uma semana depois veio o mesmo dito cujo, com seu carro, solicitando meus préstimos. Dizia ele que o veículo não tinha força, rateava e bebia muito. Tratava-se de um modelo carburado, e ao diagnosticar expliquei que tratava-se do carburador desregulado e sujo. Indignado, o figurinha me disse que que não podia ser pois já havia "mexido" no carburador. Mesmo já sem paciência, resolvi pegar o serviço mesmo assim.
Limpei o carburador e troquei o reparo. Os calibres estavem todos fora de lugar e os tubos misturadores estavam montados errados, e algumas mangueiras de depressão em lugares totalmete equivocados.
Feito o serviço, o motor girava redondinho... Lenta, progressão etc. O consumo voltou à normalidade, ou seja, o problema foi sanado. Ao dizer o preço do serviço o cara quase teve um tréco. Cobrei dele na época R$250,00.
De forma bem grosseira ele alegou o seguinte: "Pô, mas o reparo desse carburador é dér-merréis!!!". Diante disso resolvi então apresentar por escrito o detalhamento do serviço. Coloquei na nota o seguinte: 


Peças de reparo do carburador .....................................................R$10,00 
Processo de descarbonização e limpeza do carburador ........... R$20,00
Mangueiras de depressão e conexões ..........................................R$20,00 
SABER O QUE ESTOU FAZENDO .......................................... R$200,00.


Só então o cavalheiro que até então questionava o preço da minha mão-de-obra, percebeu que o que eu cobro em minha mão-de-obra, não é a execução do serviço, e sim o CONHECIMENTO APLICADO para a execução do serviço.


Fica a dica: Se você é proprietário ou usuário de serviços automotivos, procure entender que o mecânico (os de verdade) são profissionais que vivem do conhecimento e isso deve ser valorizado sem questionamento. E se você é reparador, explique, deixe bem claro ao seu cliente que o que tem valor na mecânioca automotiva é o "saber". Peças e esforço físico são apenas uma etapa para a execução de um serviço bem prestado.

Um comentário:

  1. de fato e isto mesmo que acontece conosco Mecanico proficinal vale a dica colega

    ResponderExcluir